Loading...
e.leclerc.pt
O OURO É PRECIOSO …
TANTO QUANTO O PODER DE COMPRA
As jóias
Adquirir uma jóia noutro sítio que não num joalheiro ou num ourives era ainda impensável nos anos 1980. Mas quando a ousadia de Edouard Leclerc, empreendedor preocupado com a acessibilidade, encontra a paixão do ourives de Toulouse Jean Chambert, o combate torna-se evidente: conquistar o bastão mais protegido do universo do luxo, para que a maioria da população possa finalmente ter acesso à oferta ourivesaria. Foi o que E. Leclerc exprimiu com a fórmula “O Ouro para todos”. Em 1986, esta colaboração cria um conceito revolucionário os espaços “Le Manège à Bijoux®”. Prova de que o publico só esperava por isso, os espaços “Le Manège à Bijoux®” são hoje a 1ª ourivesaria de França e alteram todos os hábitos. O conceito encontra um verdadeiro sucesso concretizado hoje com 277 pontos de venda maioritariamente em França (1 na Espanha e 1 na Eslovénia). A oferta tornando-se acessível, cada vez mais mulheres ousam agora comprar para si uma jóia. E os homens já não esperam pela ocasião especial para oferecer uma jóia.

Uma jóia, mas bonita


A vocação dos espaços “Le Manège à Bijoux®” é a coabitação, sem compromisso, da qualidade e da acessibilidade. A selecção dos diamantes, pedras finas e preciosas é realizada em colaboração com os lapidários Franceses e Belgas que trabalham com os maiores joalheiros. Fornecem garantias éticas sobre as origens das pedras, para um fornecimento excluindo o trabalho infantil ou o financiamento de conflitos. Qualidade, acessibilidade, nada é esquecido muito menos a criatividade. As criações dos espaços “Le Manège à Bijoux®” inspiram-se nas tendências da moda e os novos comportamentos dos consumidores. Os dias Inovação/Criação ou o concurso Novos Criadores organizados pela insígnia contribuem para esta renovação privilegiando as colaborações com a nova vaga de criadores independentes. Todos os anos, as obras alimentam 10 temáticas dos catálogos dos espaços “Le Manège à Bijoux®”. Estas jóias são criadas graças ao trabalho de diferentes materiais: ouro 750 milésimos (18cts) e prata 926 milésimos, couro, dourado e prateado, resina, madeira… Temos aqui vários materiais para jóias variadas, porque as expectativas dos clientes são diferentes, os espaços “Le Manège à Bijoux®” trabalham para que existam colecções ricas, originais e económicas.

Números que falam por si


Com 2500 modelos que disputam o primeiro lugar, a escolha é vasta. Mais de 3.5 milhões de jóias são vendidas todos os anos e a sua produção necessita de 7 toneladas de pedras preciosas e finas. Algo para andar com a cabeça às voltas, mas sobretudo um impressionante peso para negociar junto dos fornecedores. Está aqui todo o segredo dos espaços “Le Manège à Bijoux®” para oferecer preços acessíveis nos mais lindos produtos de luxo. Mais uma vez, a abordagem do E. Leclerc visa tornar acessível o maior número de produtos antigamente reservados a uma minoria. Mais uma vez também, o sucesso encontrado junto dos consumidores torna legítimo o combate levado pela insígnia.
editorial
Os combates de acessibilidade
Há 60 anos que o E. Leclerc prossegue um objectivo: democratizar o consumo e permitir que mais pessoas tenham acesso a todos os produtos e serviços. A acessibilidade é principalmente uma questão de preço. Os preços devem permanecer o mais barato possível, independentemente do produto.

Para o E. Leclerc, acessibilidade, é também uma questão de proximidade e de informação. É propôr novos mercados, como cuidados pessoais, jóias ou cultura. A marca teve que combater, lutar contra as leis ultrapassadas, quebrar monopólios e desenvolver novas competencias.
Ao usar este website, está a aceitar a utilização de cookies para análise, conteúdo personalizado e apresentação de anúncios.